terça-feira, 25 de outubro de 2016

Comportamentos Aditivos

Um Comportamento Aditivo pode ser uma actividade, objecto, substância ou comportamento que se tornou no centro principal da nossa vida e que desta forma nos exclui de outras actividades ou nos prejudica física, mental ou socialmente.

As adições surgem quando fazemos algo (ingerimos uma substância ou nos envolvemos numa actividade) que inicialmente nos dá prazer e satisfação, e progressivamente nos vai afastar de outras actividades e pessoas. Ao tornar-se algo compulsivo, vai interferir com a nossa vida, com o nosso dia-a-dia, tornando-se prejudicial. Existem diferentes tipos de adições, tais como as adições às drogas, ao jogo, ao álcool, ao tabaco, ao trabalho, ao sexo, à internet, ao exercício físico ou às compras.

Embora com aparência muito diferente, as dependências físicas de vários produtos químicos, como álcool ou drogas, e a dependência psicológica de actividades como jogo compulsivo, sexo, trabalho, exercício físico ou compras são igualmente perturbadoras para quem delas sofre. No caso de algumas adições, tais como o álcool, drogas ou tabaco, podem existir efeitos físicos e psicológicos muito graves. Além disso, o consumo excessivo destas substâncias são factores de risco importantes para uma ampla variedade de problemas sociais, económicos e jurídicos, como também criam dificuldades nas relações interpessoais (trabalho ou estudo com baixo rendimento, problemas com amigos, familiares e colegas de trabalho).

Sempre que não temos ou fazemos aquilo em que estamos adictos, sentimo-nos em baixo e com sensações muito desagradáveis. Os sintomas de abstinência podem incluir irritabilidade, ansiedade, agitação ou perda de controlo, e a nossa tendência é procurar diminuir esses sintomas e, assim, continuar a fazer ou a consumir, permitindo que esse ciclo continue. Torna-se cada vez mais difícil parar e podemos chegar a uma situação descontrolada. No entanto, é frequente não nos apercebermos que o nosso comportamento está fora de controlo e que nos causa problemas a nós e aos outros.

Nem sempre é fácil conseguirmos identificar uma adição visto esses comportamentos poderem ser confundidos com hábitos. No entanto, quando um comportamento se torna numa adição cria problemas no quotidiano e vão surgindo sinais de que algo não está bem. Alguns desses sinais podem ser: esconder esses comportamentos aditivos, negar que se está com um problema de adição, não ser capaz de controlar esses comportamentos, estar centrado na adição e falhar quando tenta acabar com ela. Por isso, a necessidade de se estar atento aos comportamentos aditivos pode permitir uma deteção precoce do problema e procurar ajuda rapidamente, para evitar que se desenvolvam problemas mais graves de dependência.

As adições não se resolvem apenas com força de vontade. Estão muitas vezes associadas aos comportamentos aditivos uma baixa auto-estima, depressão, insatisfação com a vida, ansiedade e insegurança, que é essencial ter em conta e tratar.

Se consideramos poder estar (ou um membro da nossa família ou um amigo) adicto a uma substância, actividade, objecto ou comportamento, é essencial procurarmos ajuda. 

Por decisão pessoal, a autora do texto não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.

Sem comentários:

Publicar um comentário