quarta-feira, 16 de março de 2016

A importância de nos fazermos entender

O ser humano além da parte física e da psicológica, também tem uma parte social. Somos seres sociais e necessitamos de comunicar. A comunicação é o processo pela qual trocamos informações, questionamos, partilhamos os nossos pensamentos e emoções. No meio profissional, mas também no ambiente familiar, conjugal e social, é essencial uma boa comunicação, para facilitar o desenvolvimento de relações saudáveis e evitar desentendimentos.
Uma boa comunicação não é uma linguagem com palavras bonitas e caras. O ser-se compreendido de forma eficaz só é possível através de uma boa comunicação, e essa habilidade é possível a todos.
Então, quais são os aspectos a que devemos estar mais atentos para nos fazermos entender?
- Ter clara a ideia do que se quer partilhar, para se ser o mais claro possível na mensagem que se quer transmitir.
- Tentar focar-se no tema de conversa e não ir buscar outras coisas, mesmo que estas estejam relacionadas, podem ajudar a que nos desviemos do principal.
- Ter o objectivo bem definido e certificarmo-nos que as outras pessoas recebem a informação que queríamos passar.
- Tornar o implícito em explícito. Só porque achamos que algo é óbvio, não significa que para a outra pessoa também o seja.
- Dar atenção à linguagem não verbal (a linguagem corporal e o tom de voz têm um enorme peso na comunicação), e tentar ser coerente com o que se diz e como se diz. Não adianta estarmos a utilizar palavras simpáticas se a nossa postura é agressiva.
- Não falar apenas, mas dar espaço para ouvir o outro (é essencial para perceber se a outra pessoa nos está a compreender).
- Saber ouvir é também saber comunicar. Quando a outra pessoa fala, ouvir realmente o que está a dizer, sem interromper. Uma escuta activa e empática ajuda bastante e quando não entendemos algo, questionamos no final.
- Aceitar as críticas da outra pessoa sem nos colocarmos na defensiva. Mesmo que a crítica não seja fácil de ouvir, é importante entender o que pensa e sente a outra pessoa, apenas assim se podem resolver os problemas.
- Aceitar as diferenças. As pessoas são diferentes e é essencial aceitar que cada pessoa vê e sente de forma diferente. Se não é possível chegar a um acordo, é importante tentar chegar a um entendimento mútuo onde se respeitam ambas as partes.

Todos somos diferentes, não vamos pensar exactamente o mesmo sobre os diversos temas. Saber ouvir, saber aceitar as diferenças e demonstrar respeito pelas críticas é essencial para uma comunicação saudável e, desta forma para relações saudáveis.

Por decisão pessoal, a autora do texto não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico.

Sem comentários:

Publicar um comentário