terça-feira, 24 de abril de 2018

A arte de apanhar ondas

Não nos sentirmos satisfeitos num determinado momento com o nosso trabalho, não nos sentirmos inteiramente felizes na nossa relação, não nos sentirmos assim tão bem com os nossos amigos... tudo isto pode acontecer de forma natural num determinado momento... A reflexão sobre a causa dessas insatisfações, assim como a partilha com as pessoas mais  próximas, pode ajudar a que essas sensações sejam ultrapassadas.

No entanto, se essas sensações estão presentes constantemente, com diversas pessoas e em várias situações e contextos, poderá ser essencial perceber o que está por detrás disso!

Algumas pessoas nestas situações sentem que estão num local que não escolheram, a fazer o que não lhes apetece, com alguém que já deixou de fazer sentido estar... e é como se tivessem acordado num lugar, sem saber onde.

Costumo utilizar a metáfora de uma onda. Podemos estar na praia e apanhar a nossa onda, sabendo mais ou menos em que direcção vamos, ou podemos aproveitar a boleia da onda de alguém... no entanto, o destino dessa onda tende a ser escolhido pela pessoa que inicialmente a apanhou. E se tendencialmente formos uma pessoa que apanha boleia? E se nos virmos constantemente a chegar a um destino que não nos faz muito sentido? 

Existem pessoas que podem estar nessa posição durante anos e anos, que encontram vários aspectos positivos de se apanhar boleia das ondas dos outros, e sentem-se bem dessa forma. A questão surge quando as pessoas não se sentem satisfeitas com a sua vida. Algumas não se apercebem do motivo e outras, mesmo depois de se aperceberem,  têm dificuldade em cortar com estes padrões de comportamentos. 

Existem diversas razões que influenciam uma pessoa a colocar-se nessa posição. No entanto, a tomada de consciência das nossas necessidades, dos nossos comportamentos e das consequência destes, ajudar-nos-á a compreender o que nos fará mais felizes e como nos reposicionar perante determinadas situações.


Por decisão pessoal, a autora do texto não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico

Sem comentários:

Publicar um comentário