segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Recordando Dolores O´Riordan



Dolores O´Riordan, vocalista da banda irlandesa The Cranberries, morreu no passado dia 15 de Janeiro, aos 46 anos, por motivos ainda desconhecidos. A sua voz e sonoridade inconfundível, onde parecia coexistir em simultâneo uma expressão profunda de dor e força, fazem parte da memória afetiva de muitos de nós.
Dolores O´Riordan tornou publico, em vários momentos,  a sua luta contra a depressão e a perturbação bipolar que lhe foi diagnosticada em 2015, abrindo com isso espaço para o diálogo sobre a saúde mental.
Segundo a artista, o transtorno era a causa de seus surtos de agressividade.
"Há dois extremos na escala: você pode se sentir extremamente deprimida (...) e perder o interesse nas coisas que ama fazer, e logo se sentir supereufórica", disse ao jornal Metro.
"Mas você só fica nesses extremos por cerca de três meses, até que vai ao fundo do poço e cai na depressão. Quando você está transtornado, não dorme e se torna muito paranóico."
E a depressão, segundo O'Riordan, "é uma das piores coisas que podem acontecer com você".
Durante vários anos, a anorexia foi acompanhada de abuso de álcool e pensamentos suicidas, tendo revelado que em 2013, tentou o suicídio com uma overdose.

Na sua recuperação, referiu que o apoio dos seus três filhos teve um papel fundamental.

Sem comentários:

Publicar um comentário