domingo, 28 de agosto de 2016

Stress pós-férias? Como evitá-lo no regresso ao trabalho



Para muitos, o final do mês de Agosto marca também o final das férias e a preparação para o regresso ao trabalho no início de Setembro.
Normalmente as férias representam a libertação temporária das responsabilidades, horários e obrigações laborais, assim como a quebra da rotina, o descanso e a entrega a momentos de lazer e descontração com a família e amigos, trazendo muitos benefícios para a saúde. Sair deste registo de tranquilidade e retomar novamente aquele ritmo mais acelerado e direcionado para o dever, poderá desencadear algumas reações indicadoras de stress e ansiedade, sendo frequentes as manifestações de tristeza, irritabilidade, cansaço e alterações no apetite e no sono.
O nível de ansiedade sentido depende igualmente da forma como o trabalho é percepcionado, nomeadamente do grau de descontentamento ou de incerteza que existe em relação ao emprego, bem como do nível de exigência percebido e da qualidade das relações com colegas e superiores hierárquicos. Quando o stress depois das férias é muito intenso e prolongado, isso pode ser um indicador de insatisfação em relação ao local de trabalho e, em alguns casos, à própria profissão, obrigando a um balanço ponderado e a um reequacionamento do rumo laboral a seguir.
No entanto, em proporções moderadas, o stress que costuma marcar o regresso ao trabalho depois das férias, é uma reação normal de adaptação ao dever. Depois da habituação a um ritmo mais lento durante as férias, gerador de bem estar e satisfação quer do ponto de vista físico e emocional, é normal sentirmos resistência em acelerar novamente e regressar à rotina laboral e familiar.
No entanto, existem várias estratégias que poderão ser adotadas no sentido de minorar os sintomas de stress associados ao regresso à rotina laboral, contribuindo para uma adaptação mais eficaz ao ritmo de trabalho:
    • Marcar o regresso a casa um ou dois dias antes da data em que começa a trabalhar para ter tempo para arrumar tudo e preparar-se para retomar a rotina.
    • No regresso à rotina doméstica, dividir as tarefas pelos dias da semana e dar prioridade ao que é realmente urgente, sendo de evitar fazer tudo ao mesmo tempo e cair na exaustão.
    • Tentar deitar-se mais cedo nos dias anteriores ao regresso ao trabalho e dormir 7 a 8 horas, para que a transição para a obrigação no cumprimento de horários seja mais gradual e menos stressante.
    • Transformar o fim das férias num momento de alegria, marcando jantares com amigos, partilhando as experiências de férias, as fotografias e recordando os momentos agradáveis.
    • Tentar chegar mais cedo no seu primeiro dia de regresso ao trabalho para ficar com mais tempo para conseguir planear o seu dia e ajustar-se à rotina. Tentar conversar com os colegas que vão chegando para se atualizar e saber o que aconteceu durante o período que esteve fora.
    • Fazer uma triagem do trabalho acumulado e estabelecer prioridades. Querer resolver todos os assuntos pendentes, o mais rapidamente possível é facilitar a instalação do stress
    • Terminar os primeiros dias do regresso ao trabalho com caminhadas regulares ou com um convívio entre amigos para alivio do stress associado à mudança de rotina.
    •  Procurar incluir na sua agenda semanal algo que lhe dê prazer e seja para si um gerador de emoções positivas ( ginásio, dança, natação, pintura, etc.)
Retomar rotinas e horários gradualmente e reviver emoções positivas associadas ao período de descanso são pois a chave para regressar ao trabalho de uma forma mais ajustada e menos stressante.


Sem comentários:

Publicar um comentário