segunda-feira, 19 de março de 2018

Recordando Berry Brazelton - um herói para bebés, crianças e famílias



No passado dia 13 de Março, morreu Berry Brazelton, o médico que mais revolucionou a pediatria na era moderna – um herói para bebés, crianças e famílias.
Autor da obra "O Grande Livro da Criança", traduzida em Portugal, Berry Brazelton foi capaz de reformular a pediatria, chamando a atenção para as competências das crianças e para as potencialidades dos pais, deixando de lado uma «medicina» que se concentrava apenas nas patologias.
Brazelton foi criador do modelo Touchpoints — seguido e implementado em Portugal pelo pediatra Gomes-Pedro, que criou a Fundação Brazelton/Gomes-Pedro — segundo o qual o desenvolvimento das crianças e dos adolescentes se faz através de momentos-chave, os tais touchpoints, que são patamares no crescimento e desenvolvimento aos quais se deve dar especial atenção. 
Este modelo assenta no pressuposto que são os pais os maiores conhecedores dos seus bebés e que os especialistas devem estar presentes para dar aconselhamento técnico e para apoiar os progenitores, passando-lhes a ideia de que eles têm as ferramentas necessárias para criarem os seus filhos. Trata-se de abandonar o “modelo patológico”, em que o profissional de saúde apenas realiza exames físicos, para praticar um modelo “relacional”.
Uma das grandes inovações do pediatria norte-americano foi a humanização da criança, o reconhecimento de que esta tem competências e desempenhos a partir do momento em que nasce, e também o reconhecimento das competências parentais.

Sem comentários:

Publicar um comentário