segunda-feira, 3 de abril de 2017

Vamos falar sobre a Depressão? .... celebrando o Dia Mundial da Saúde



É já nesta 6ª feira, dia 7 de Abril, que se assinala o Dia Mundial da Saúde, este ano subordinado ao tema da Depressão. Com o lema “Let´s Talk “ (“Vamos falar” em Português), a campanha desenvolvida pela Organização Mundial de Saúde, visa ajudar a prevenir e a tratar a depressão.
A campanha pretende chamar as pessoas para o diálogo e proporcionar espaços de escuta, partilha e debate, que promovam o aumento da informação por parte do público em geral sobre a depressão, suas causas e as suas possíveis consequências (incluindo  o suicídio) e sobre a ajuda que está disponível para a prevenção e tratamento da doença. Esta conversa aberta constitui-se como o primeiro passo para se compreender melhor a depressão e reduzir o estigma a ela associado, o que poderá contribuir para que cada vez mais pessoas procurem ajuda .
O principal objetivo desta campanha iniciada no dia 10 de Outubro de 2016 (Dia Mundial da Saúde Mental), é que um número crescente de pessoas com depressão, em todos os países, peçam ajuda e que a família, amigos e colegas de pessoas com depressão possam apoiá-los.
Atualmente a depressão está em ascensão e atinge cerca de 350 milhões de pessoas no mundo e em todas as faixas etárias. É a principal causa de incapacidade, podendo provocar na pessoa afetada um grande sofrimento e disfunção no trabalho, na escola ou no meio familiar, nomeadamente para realizar as mais simples tarefas diárias. 
Os sintomas mais comuns desta doença caracterizam-se pela tristeza persistente e perda de interesse em atividades que normalmente eram prazerosas, bem como a incapacidade de realizar atividades diárias durante pelo menos duas semanas. Poderá verificar-se também perda de energia, alterações de apetite, sono e libido, bem como ansiedade, irritabilidade, diminuição da concentração,  sentimentos de inutilidade, culpa ou desesperança e pensamentos de auto-agressão ou suicídio.
A depressão resulta de uma complexa interação de circunstâncias de vida e de fatores sociais, psicológicos e biológicos, havendo ainda uma estreita relação com a saúde física.
            Verifica-se uma prevalência da depressão nas mulheres e no pior dos casos, pode levar ao suicídio, que atualmente é a segunda principal causa de morte entre pessoas com idade entre 15 e 29 anos.
Embora existam tratamentos eficazes conhecidos para depressão, menos da metade dos afetados no mundo (em muitos países, menos de 10%) recebe tais tratamentos por falta de recursos ou pelo estigma social, havendo ainda a barreira da avaliação imprecisa.   
Relativamente à prevenção da depressão, destacam-se os programas escolares e educativos que promovem um modelo de pensamento positivo entre crianças e adolescentes e os programas de exercício para pessoas idosas que também podem ser eficazes para prevenir a depressão.
Entre os diferentes tratamentos psicológicos a serem considerados estão os individuais ou em grupo, havendo ainda o recurso a terapêutica medicamentosa nos casos de depressão moderada-grave que poderá revelar-se eficaz.


Sem comentários:

Publicar um comentário